Zika, desafio para a América Latina

Abril/2016

Marcos Cueto e Vivian Mannheimer | Blog de HCS-Manguinhos
Jose Moya

José Moya

A epidemia de zika no Brasil na América Latina revelou consequências nunca descritas. De doença leve e assintomática na maioria dos casos, converteu-se numa enfermidade com ampla transmissão e associada a doenças neurológicas graves, como a síndrome de Guillain-Barré e a microcefalia em bebês cujas mães contraíram zika na gravidez. De acordo com o epidemiologista José Moya, da Organização Pan-Americana de Saúde/Argentina, este efeito sem precedentes na saúde pública das Américas está constituindo um desafio à vigilância epidemiológica e aos sistemas e redes de serviços de saúde da região. Em entrevista ao Blog de HCS-Manguinhos, José Moya analisa as respostas dos governos à zika e outras emergências sanitárias na história recente da América Latina. Leia no Blog de HCS-Manguinhos em espanhol Leia também: Fundação Gates e Fiocruz reúnem força-tarefa contra zika Além de preencher lacunas de conhecimento, estudos devem atender as necessidades das cidades mais afetadas pela epidemia Aedes, velho inimigo Em aula na Fiocruz, Jaime Benchimol conta as idas e vindas do mosquito que transmite febre amarela, dengue, zika e chicungunha e revela como a saúde pública lida com ele há mais de cem anos ‘Um esforço deve ser realizado para que mais pesquisadores e tecnólogos atuem em vacinas no Brasil’ – Hermann Schatzmayr Diante da emergência do zika vírus no país e suas graves consequências, é oportuna a leitura das palavras do pesquisador Hermann G. Schatzmayr (1936-2010), do Departamento de Virologia do Instituto Oswaldo Cruz/Fiocruz, em artigo em HCS-Manguinhos em 2003 Ciência do Rio de Janeiro unida contra zika, chikungunya e dengue Faperj anuncia suporte financeiro de até R$ 12 milhões a seis grupos de pesquisadores que atuarão em cooperação para desenvolver projetos emergenciais de diagnóstico e combate às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti A saúde no contexto global Primeira edição de HCS-Manguinhos de 2015 traz os dossiês ‘Bioética e diplomacia em saúde’ e ‘Saúde internacional/saúde global’ Zika: como usar a internet para desmentir boatos na internet Site sugere atividades para professores ensinarem alunos a avaliar criticamente as informações que circulam nas redes Zika para profissionais Rede de Saúde Global lança site com informações de qualidade voltadas para pesquisadores e profissionais de saúde Epidemia de zika remete à rubéola e à discussão sobre aborto como ato médico Ilana Löwy, pesquisadora do Instituto Nacional de Saúde e de Pesquisa Médica de Paris, conta como os surtos de rubéola estimularam a descriminalização do aborto na Europa

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *