Vastos sertões: lançamento em 30/11

Novembro/2015

“Como podemos entender o sertão? E especialmente o Cerrado, que ocupa grande parte da obra e aparece em diálogo frequente com questões ambientais? Como a literatura e a historiografia ajudam a compreender o povoamento dessa região? Como podem ser interpretados os processos de expansão da fronteira Oeste na história mais ampla do Brasil? Vastos sertões procura responder a essas questões por meio do diálogo interdisciplinar envolvendo especialistas de diferentes áreas, como História Ambiental, História das Ciências (com atenção específica aos relatos de viajantes), História Política, Intelectual e outros campos do saber que se dedicam a estudos comparados (interamericanos e com outras partes do Brasil), bem como críticos da literatura brasileira. O resultado é uma coleção valiosa e esclarecedora de ensaios que exploram os vastos sertões do Brasil.”

O trecho acima, de Sterling Evans, da Universidade de Oklahoma, EUA, foi extraído do prefácio do livro Vastos sertões (Mauad Editora), que será lançado nesta segunda-feira, 30/11, na Livraria da Travessa (rua Sete de Setembro, Rio de Janeiro). Organizado por Sandro Dutra e Silva, Dominichi Miranda de Sá e Magali Romero Sá, o livro reúne artigos de especialistas de diferentes áreas, muitos deles autores de artigos publicados em HCS-Manguinhos.

A coletânea é dividida em três partes: História e natureza na interpretação da ocupação dos sertões e do Oeste; História e natureza na ciência; e História, natureza e literatura. Acesse o sumário e o prefácio.

convite_lanamento_livro_vastos_sertoes

 

Leia em HCS-Manguinhos:

Os intelectuais e as representações da nação: um sertão chamado Brasil, artigo de Marcos Cezar de Freitas sobre livro de Nísia Trindade Lima (vol. 8, n. 3, dez 2001)

A conquista do espaço: sertão e fronteira no pensamento brasileiro, artigo de Lúcia Lippi Oliveira (vol. 5, jul. 1998)

Visões do deserto: selva e sertão em Euclides da Cunha, artigo de Roberto Ventura (vol. 5, jul. 1998)

Desenvolvimento sustentável: debates em torno de um conceito problemático, artigo de José Augusto Drummond (vol.5, n.3, fev 1999)

Missões civilizatórias da República e interpretação do Brasil, artigo de Nisia Trindade Lima no suplemento especial sobre Canudos (vol.5, 1998)

Ferrovias, doenças e medicina tropical no Brasil da Primeira República, artigo de Jaime Larry Benchimol e André Felipe Cândido da Silva

Leia no Blog de HCS-Manguinhos:

Ferrovia que integrou o sertão marca urbanização do interior
Projeto estuda a Estrada de Ferro Noroeste do Brasil/Bauru desde o início da sua construção, em 1905.

Edição ampliada de ‘Um sertão chamado Brasil’ será lançada em Brasília
A socióloga e vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, lança a edição ampliada de seu livro com debate na Fiocruz Brasília.

Guerra dos Brasis
‘Canudos’ é capa da Revista de História de dezembro. Nesta edição, artigos de historiadores como Walnice Nogueira Galvão, Berthold Zilly, Dawid Bartlet e Carolina Sá-Carvalho discutem diferentes aspectos da guerra-síntese do país

Leave a Reply