Psiquiatria e política: o controverso Antonio Carlos Pacheco e Silva

A trajetória de um personagem relevante e controverso na história da psiquiatria brasileira do século XX – o médico, militar e político Antonio Carlos Pacheco e Silva (1898-1988) – é o tema do livro Psiquiatria e Política: o jaleco, a farda e o paletó de Antonio Carlos Pacheco e Silva, de Gustavo Querodia Tarelow, pesquisador do Museu Histórico da Faculdade de Medicina da USP.

Biblioteca Virtual ‘História dos Saberes Psi’ reúne dados e fontes de pesquisa

Porjeto coordenado por Cristiana Facchinetti e Bianca Reis busca construir rede colaborativa e aproximar ciência e público

Com tese sobre Nise da Silveira, Felipe Magaldi vence categoria Antropologia do Prêmio Capes 2019

Baixe a tese do antropólogo e leia artigo dele em HCS-Manguinhos

Degeneração e eugenia na história da psiquiatria brasileira

Sandra Caponi, da UFSC, discute texto de Renato Kehl intitulado “Uma esterilização de dois grandes degenerados e criminosos”

Coleção Sigmund Freud Papers oferece viagem pela vida e obra do psicanalista

Acesse a coleção na Biblioteca do Congresso dos EUA e veja os links relacionados em HCS-Manguinhos

Saúde mental é tema de edição de HCS – Manguinhos

Edição marca o 15º aniversário da lei da reforma psiquiátrica

Mentecaptos na história e na literatura brasileiras

Com a palavra, José Roberto Franco Reis.

Cristiana Facchinetti fala na Universidade de York sobre psiquiatria no Brasil no início do século XX

Zefinha, a louca perigosa mais antiga do Brasil

Debora Diniz e Luciana Brito estudaram doze laudos psiquiátricos que ilustram três metamorfoses do arquivo judiciário: anormalidade, perigo e abandono. Leia artigo em HCS-Manguinhos

Dossiê em CulturasPsi discute práticas psiquiátricas e cultura da subjetividade na Espanha nos séculos XIX e XX