Revisores remunerados

callout-value-for-all-310x310Uma nova revista científica de acesso aberto na internet, a Collabra, irá pagar pequenas quantias a seus revisores – pesquisadores qualificados incumbidos de opinar sobre os manuscritos e indicar o que será publicado. A medida rompe com o modelo tradicional, segundo o qual a maioria dos periódicos conta com editores e revisores voluntários. O objetivo é fazer com que parte do dinheiro obtido de taxas de publicação cobradas dos autores dos artigos seja revertida para a própria comunidade científica. Para poupar os leitores do pagamento de taxas ou assinaturas, as revistas de acesso aberto cobram encargos dos autores para que seus papers sejam difundidos de forma livre e gratuita. ACollabra planeja cobrar US$ 875 por artigo dos quais US$ 250 integrarão um fundo usado para remunerar a revisão por pares. A revista pagará os revisores independentemente de os artigos serem aceitos ou rejeitados. “Não se trata apenas de remunerar nossos colaboradores, mas também destinar um pouco do valor gerado com o trabalho deles de volta para a comunidade científica, da qual eles fazem parte”, disse à revista Science Neil Blair Christensen, diretor de Desenvolvimento de Negócios Digitais da University of California Press, responsável pela edição da Collabra. Fonte: Revista Pesquisa Fapesp Leia em HCS-Manguinhos: Desafios aos editores da área de humanidades no periodismo científico e nas redes sociais: reflexões e experiências, artigo de Jaime L. Benchimol, Roberta C. Cerqueira e Camilo Papi na revista Educação e Pesquisa (vol.40 no.2 São Paulo abr./jun. 2014)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *