Percurso da maconha no Brasil

Agosto/2015

Dartiu Xavier da Silveira | Revista Pesquisa Fapesp, ed. 233, julho 2015

Resenhas_MaconhaJean Marcel Carvalho França nos traz no livro História da maconha no Brasil um interessante relato do percurso das concepções sobre a Cannabis sativa em nosso meio, da época colonial aos tempos atuais. Percorre cinco capítulos em um discurso simples e direto, agradável e fluente, instigando-nos a refletir sobre esse tema de extrema relevância na contemporaneidade.Uma das maiores contribuições desse tipo de obra é permitir um distanciamento crítico de um problema complexo, agregando elementos históricos e socioantropológicos, outros saberes, que ampliam assim a compreensão de um fenômeno que se configura interdisciplinar para além de uma medicalização ou psicologização excessivas da questão.

Partindo de elementos históricos, a obra abarca tanto o comércio do cânhamo quanto o seu uso como substância inebriante desde a Antiguidade, guiando-nos nas sucessivas mudanças de status da maconha ao longo do tempo.

Leia a resenha completa na Revista Pesquisa Fapesp

Leia no blog de HCS-Manguinhos:

‘As drogas não podem ser reduzidas a uma questão exclusivamente medicinal’
O historiador Henrique Soares Carneiro, da USP, conversou com o Blog de HCS-Manguinhos e ressaltou o papel crítico das ciências humanas a respeito do fenômeno das drogas.

Cultura cocaleira e saúde indígena
Ivan Barreto
 destaca papel dos psicólogos na reformulação de políticas sobre o uso da folha de coca no Brasil.

Guerra às drogas: a que custo?
O historiador Paul Gootenberg vê com bons olhos as novas políticas de descriminalização na América Latina.

Livro discute as drogas no Brasil
Publicação reúne artigos de especialistas de diversas áreas.

Leia mais sobre o tema:

A história da maconha no Brasil, artigo de Elisaldo Araújo Carlini no Jornal Brasileiro de Psiquiatria (v.55 n.4, 2006)

Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos 

Leave a Reply