Os cortes na ciência na Argentina

Abril/2017 Editora adjunta de HCS-Manguinhos, a argentina Karina Ramacciotti (Universidade de Buenos Aires, Conicet) assina a Carta do Editor da nova edição de HCS-Manguinhos (vol.24, no.1, jan./mar. 2017). Ela aborda as mudanças que ocorreram nas políticas de ciência e tecnologia na Argentina desde 2015, a partir do governo Mauricio Macri, e especificamente os cortes orçamentários sofridos pelo Conicet, principal órgão científico do país, que ameaçam o estado das pesquisas em curso e as que foram planejadas para o futuro. Os editores científicos Marcos Cueto e André Felipe Cândido da Silva explicam que convidaram a editora adjunta a assinar a Carta para tratar dos ataques oficiais à ciência em seu país e explicar como as comunidades científicas do Brasil e do resto do mundo são alvo de forças anticientíficas. “Esses ataques vão contra o bem-estar das populações, o desenvolvimento das sociedades, o conhecimento e a cultura de nossos países. Vale lembrar: é precisamente porque somos países em desenvolvimento que nossa urgência é ter mais ciência e que a pesquisa científica abarque todas as disciplinas”, afirmam Cueto e Cândido da Silva em nota. Acesse a Carta Acesse o sumário da edição (vol.24, no.1, jan./mar. 2017)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *