A medicalização dos corpos brasileiros na nova edição de HCS-Manguinhos

Março/2016

capa23vert_peq

Clique para acessar o sumário

novo número de História, Ciências, Saúde – Manguinhos aborda a medicalização dos corpos brasileiros, um processo social, médico e científico que tem sido criteriosamente estudado por importantes antropólogos. Os artigos discutem como diagnósticos, tratamentos e outras técnicas biomédicas são utilizadas nos sistemas público e privado de saúde no país. Autores brasileiros e estrangeiros analisam as biologias e as políticas locais e investigam o surgimento de tecnologias inseridas em realidades sociais descritas minuciosamente, que revelam a violência cotidiana, e especialmente em relação ao corpo da mulher. Leia a Carta das Editoras Convidadas Ilana Löwy e Emilia Sanabria.

O número traz também um artigo de autoria de Andreza Rodrigues Nakano, Claudia Bonan e Luiz Antônio Teixeira que discute, a partir da perspectiva provocadora do biólogo e filósofo da ciência polonês Ludwik Fleck, os temas levantados num livro que foi fundamental para obstetrícia e cesarianas durante o século XX. Há ainda uma entrevista com um dos principais historiadores da medicina nos Estados Unidos, Charles Rosenberg, da Universidade de Harvard, que apresenta ideias intrigantes.

Acesse o sumário da edição (vol. 23, n.1, jan./mar. 2016)

Carta dos Editores:

‘A principal lição científica da história é que precisamos de mais ciência’
Editores científicos de HCS-Manguinhos se posicionam sobre os cortes de recursos para revistas acadêmicas

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *