Mestrado em divulgação científica da COC/Fiocruz lança edital para seleção de candidatos

Janeiro/2018

A Casa de Oswaldo Cruz, da Fundação Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), Rio de Janeiro, lança o calendário e as normas para a seleção de candidatos ao Curso de Mestrado Acadêmico do Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Divulgação da Ciência, Tecnologia e Saúde.

O Programa tem como objetivo a formação, em nível de mestrado acadêmico, de pesquisadores qualificados para a produção de novos conhecimentos que visam incrementar o diálogo dos campos da saúde, da ciência e da tecnologia com a sociedade e que induzam o desenvolvimento de novas ações e estratégias de divulgação científica.

As inscrições, realizadas exclusivamente on-line, estarão abertas de 1o de março a 17 de abril. Os documentos necessários para validar as inscrições devem ser entregues presencialmente na secretaria do curso até as 16 horas do dia 17 de abril ou devem ser enviados pelo correio até 31 de março. As aulas começam em agosto.

O mestrado é resultado de uma parceria da COC com o Jardim Botânico do Rio de Janeiro, o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast), a Fundação Cecierj e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Com característica multidisciplinar, o curso é destinado a museólogos, comunicadores, jornalistas, educadores, sociólogos, cenógrafos, produtores culturais, professores de ciências licenciados, pesquisadores de distintas áreas e àqueles que atuam, seja no âmbito acadêmico ou prático, na área da divulgação da ciência, da tecnologia e da saúde.

Todos os candidatos precisam ter diploma de nível superior devidamente reconhecido pelo MEC.

Informações no site http://www.coc.fiocruz.br/index.php/educacao/mestrado-em-divulgacao-da-ciencia-tecnologia-e-saude e pelo e-mail pgdc@fiocruz.br

Leia no Blog de HCS-Manguinhos: História com café Em depoimento a HCS-ManguinhosBruno Leal, criador do site Café História, defende uma nova forma de se produzir e divulgar o conhecimento Divulgar é preciso: lugar de ciência é na rede social Em workshop na Fiocruz, editores brasileiros expuseram suas experiências de uso de novas mídias na divulgação científica Leia em HCS-Manguinhos: A ciência e seus públicos – suplemento temático de HCS-Manguinhos. Volume 20, nov. 2013. Museus e Ciências – suplemento temático de HCS-Manguinhos. Volume 12. 2005. Variações sobre a “cultura científica” em quatro autores brasileiros. Fonseca, Marina Assis and Oliveira, Bernardo Jefferson de. Jun 2015, vol.22, no.2 A cobertura de ciência em telejornais do Brasil e da Colômbia: um estudo comparativo das construções midiáticas. Ramalho, Marina et al. Jan 2017, vol.24, no.1 Controvérsia científica no telejornalismo brasileiro: um estudo sobre a cobertura das células-tronco no Jornal Nacional . Almeida, Carla, DalCol, Franciane Lovati and Massarani, Luisa. Nov 2013, vol.20, supl.1 As opiniões dos brasileiros sobre ciência e tecnologia: o ‘paradoxo’ da relação entre informação e atitudes. Castelfranchi, Yurij et al. Nov 2013, vol.20, supl.1 Miguel Ozorio de Almeida e a vulgarização do saber. Massarani, Luisa and Moreira, Ildeu de Castro. Ago 2004, vol.11, no.2 Nunca aos domingos: um estudo sobre a temática do câncer nas emissoras de TV Brasileiras, Jurberg, Claudia and Verjovsky, Marina. Jul 2010, vol.17, supl.1 A divulgação científica no Rio de Janeiro: algumas reflexões sobre a década de 1920. Moreira, Ildeu de Castro and Massarani, Luisa. Fev 2001, vol.7, no.3 Leia mais: Blog de Bruce V. Lewenstein  

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *