Medicina social e redes de especialistas internacionais na América Latina de 1930 a 1945

Eric Carter. Foto: Macalester College

Está no ar, em acesso aberto, na revista Global Public Health, o artigo Social medicine and international expert networks in Latin America, 1930–1945 (Medicina social e redes de especialistas internacionais na América Latina, 1930-1945), de Eric D. Carter, professor do Macalester College, nos EUA. O artigo é uma versão do trabalho apresentado por Carter em julho de 2017, no Rio de Janeiro, no Congresso Internacional sobre História da Ciência e Tecnologia (ICHST), e integrará um número especial da revista Global Public Health intitulado “Inequidades sociais e luta contemporânea para a saúde coletiva na América Latina”.

O artigo enfoca a influência na política social e de saúde das redes institucionais organizadas pela Organização de Saúde da Liga das Nações, a Organização Internacional do Trabalho e o Escritório Sanitário Pan-Americano especificamente em dois campos: segurança social e nutrição. Um exame mais detalhado de uma série de conferências internacionais e relatos da mídia local revela que as redes internacionais não apenas transportavam ideias políticas dos EUA e da Europa para a América Latina. Havia discussões controversas sobre a relevância e adequação dos modelos de saúde e política social no contexto latino-americano. O reconhecimento da diferença entre a América Latina e as regiões centrais econômicas foi um impulso fundamental para a busca de “soluções nacionais para problemas nacionais” em países como Argentina e Chile.

Acesse:

Social medicine and international expert networks in Latin America, 1930–1945, Eric D. Carter (Macalester College, EUA).

Leia no Blog de HCS-Manguinhos:

Historiadores debatem desafios locais e responsabilidades globais em saúde nos séculos XIX e XX
Pesquisadores de diferentes países das Américas participaram de simpósio no Rio de Janeiro em 26 de julho de 2017, durante o 25º Congresso Internacional de História da Ciência e da Tecnologia

Leave a Reply