Maria Ligia Prado destaca a amplitude de temas e a perspectiva interdisciplinar inovadora de HCS-Manguinhos

Julho/2019

Maria Ligia Coelho Prado. Foto de Léo Ramos Chaves para a revista Pesquisa Fapesp, 2017

Para comemorar os 25 anos de História, Ciências, Saúde – Manguinhos, pedimos a personalidades expoentes da área a darem depoimentos sobre a revista. Quem dá seu testemunho hoje é Maria Ligia Coelho Prado, professora titular em História da América do Departamento de História da USP e professora emérita da FFLCH da USP.

HCS-Manguinhos tem muito a comemorar nesses 25 anos de existência! A revista se tornou uma referência inescapável para quem se dedica ao estudo da história, das ciências e da saúde. Seu prestígio nacional e internacional se consolidou a partir do trabalho de um sólido grupo dedicado à tarefa de produzi-la e editá-la com rigor e competência.

A revista se caracteriza pela amplitude de temas abordados numa inovadora perspectiva interdisciplinar. Uma visita aos dossiês propostos pelos editores demonstra sua variedade e atualidade. Outro ponto relevante está na consistente publicação de artigos de pesquisadores(as) internacionais com ênfase na produção latino-americana.

A revista tem contribuído de maneira notável e fundamental para a difusão da produção do conhecimento em história, ciências e saúde. Longa vida à HCS-Manguinhos!”

Leia no Blog de HCS-Manguinhos

HCS-Manguinhos comemora os seus 25 anos com workshop 
O presente e o futuro das publicações científicas de história serão a pauta de encontro de 26 a 28 de junho no Rio de Janeiro

Akira Homma: classificação máxima graças à excelência das publicações
O renomado epidemiologista da Fiocruz destaca a pontuação mais alta de HCS-Manguinhos no sistema Qualis-Capes (A1)

Paulo Gadelha: ‘História, Ciências, Saúde – Manguinhos é joia preciosa da Fiocruz’
Ex-presidente da Fiocruz dirigia a Casa de Oswaldo Cruz quando a revista foi lançada, em 1994

Cecilia Minayo: ‘Que outros 25 anos venham, pois a história não para’
“Há duas formas de avaliar uma publicação científica: sua periodicidade e adequação aos melhores parâmetros de produção; e seu conteúdo e contribuição para a ciência e a sociedade. HCSM cumpre maravilhosamente as duas funções, sendo preciosamente indispensável”.

Nara Azevedo: entusiasta da criação de uma revista única em seu campo
Quando foi diretora da Casa de Oswaldo Cruz, a pesquisadora conseguiu um orçamento específico para que a revista pudesse produzir versões de artigos em inglês, com o objetivo de lançar a revista em uma plataforma internacional

Nelson Sanjad: “HCS-Manguinhos contribuiu para a profissionalização do fazer editorial no Brasil”
Para o pesquisador, que é editor adjunto desde 2015, a influência exercida pela revista no cenário editorial brasileiro foi muito positiva para elevar o patamar de qualidade das revistas científicas na área das ciências humanas.

Depois do incêndio, registros de importância ímpar
Para Ricardo Ventura Santos, pesquisador titular da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz) e professor titular do Departamento de Antropologia do Museu Nacional da UFRJ, HCS-Manguinhos guarda registros de um tesouro perdido.

Bruno Leal: ‘A Manguinhos é uma joia dentre as publicações no campo da História’
Editor do Cafe História destaca o trânsito interdisciplinar e o trabalho competente da equipe de HCS-Manguinhos

Regina Horta Duarte: ‘HCS-Manguinhos se mantém como a melhor revista da área de história no Brasil’
Para a professora da UFMG, a revista teve papel pioneiro no aprimoramento de procedimentos de julgamento entre pares e de excelência de edição

Baixe a apresentação com depoimentos sobre os 25 anos de HCS-Manguinhos em PDF