Mapas baseados em dados socioeconômicos mostram um mundo diferente

Maio/2013

Um conjunto de mapas que estabelecem o tamanho relativo dos países a partir de seus dados socioeconômicos,  em vez da sua área, mostra claramente grandes inequidades em saúde no mundo. Publicados em PLoS Medicine (30 de janeiro de 2007), os mapas foram desenvolvidos pelo projeto Worldmapper.


worldmapper
O tamanho dos países figura nos mapas de acordo com variáveis de saúde pública como densidade populacional, distribuição de doenças e gastos em saúde, derivadas de dados da ONU.  Usando estas variáveis em vez do tamanho, o mapa dá uma visão mais clara de como problemas de saúde afetam diferentes partes do mundo.

Um mapa padrão da distribuição global da malária , por exemplo, mostrará uma área relativamente pequenado mundo afetada pela doença. Porém, de acordo com Danny Dorling, da Universidade inglesa  de Sheffield, chefe da pesquisa, a malária é uma doença de pessoas, não de território. Ele mostrou que quando a medição é feita em termos de população em vez de em medida de território, o mapa resultante fica muito diferente: a África e o Sul da Ásia aparecem enormes e o mundo desenvolvido fica pequeno. O quadro se inverte quando o mapa é desenhado de acordo com gastos em saúde pública.

Dorling disse à  SciDev.Net que o mapa demonstra claramente que, apesar dos avanços em tecnologia e em riqueza, a desigualdade humana e o sofrimento continuam sendo realidade.  Ele espera que os mapas venham a ser utilizados em instituições educacionais para proporcionar uma perspectiva do mundo diferente das projeções costumeiras.

Fonte: Scidev.net (02/02/2007)

Leia o artigo de Danny Dorling no PLoS

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *