Livro analisa a implantação do Serviço de Alimentação da Previdência Social (1940-1967)

Outubro/2014

arrozfeijao Foi lançado em 3 de outubro, às 19h, no Museu de Arte de Murilo Mendes, em Juiz de Fora, MG (Rua Benjamin Constant, 790), o livro Arroz e Feijão, Discos e Livros, de Ana Maria da Costa Evangelista (Editora 7 Letras). O lançamento foi promovido pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Arroz e feijão, discos e livros analisa a implantação do Serviço de Alimentação da Previdência Social (SAPS), projeto concebido e posto em prática em 1940 e que ofereceu aos trabalhadores restaurantes com alimentação saudável a preços módicos, além de acesso a discotecas, bibliotecas e cursos variados. O SAPS tinha também a função de assistência e educação alimentar, ensinando à população princípios básicos de nutrição, e servia como centro de pesquisa e formação de técnicos especializados. Mesmo sendo criado durante a ditadura do Estado Novo, recebeu investimentos dos governos democráticos dos anos seguintes; mas teve curta duração e foi extinto em 1967 durante o regime militar. Com uma pesquisa rigorosa, enriquecida com depoimentos de frequentadores e funcionários do SAPS, o livro constitui uma obra importante tanto para os estudiosos do trabalhismo e desenvolvimentismo no Brasil quanto para aqueles que querem conhecer melhor a história dessa política de bem-estar social. O livro é baseado da tese apresentada ao Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense pela autora em 2012.  

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *