Limpando o mundo do germe da preguiça

Limpando o mundo do germe da preguiça: higiene, saneamento e população javanesa no Suriname
Em 1915, a Fundação Rockefeller levou sua campanha de erradicação da ancilostomíase ao Suriname, logo sofrendo a oposição de seu principal alvo, os javaneses. Autoridades e proprietários rurais também reagiram à instalação de latrinas devido aos custos implicados e à crença de que os javaneses eram “anti-higiênicos”. Ao descrever a migração de trabalhadores de Java para o Suriname, mostro que a “falta de higiene” ligava-se à organização do sistema. Argumento que a sujeira era consequência de condições ecológicas e socioeconômicas danosas. Sugiro ainda que, embora a Fundação não tenha livrado o Suriname da anciolostomíase, seus esforços educacionais, sua ênfase na prevenção e o treinamento de profissionais de saúde locais tiveram maior impacto do que o imaginado pelos funcionários da agência norte-americana.
Palavras-chave : Suriname; colonialismo; saúde pública; saneamento; javaneses.
· resumo em Português | Inglês     · texto em Inglês
 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *