‘Judeus, militância e resistência à ditadura militar’ em debate no IFCS em 21/5

Maio/2014

Na quarta-feira, 21 de maio, das 9h30 às 19h, no Salão Nobre do Instituto de História da UFRJ (Largo de São Francisco, 1 – Centro – Rio de Janeiro), será realizado o seminário “Judeus, Militância e Resistência à Ditadura Militar”, sob o patrocínio do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Judaicos (NIEJ/UFRJ), do Programa de Pós-graduação em História Social (PPGHIS/UFRJ) e do Programa de Pós-graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz.

 

 Programação:

9h30 – Abertura

Monica Grin – Coordenadora do PPGHIS/IE/UFRJ/NIEJ
Simone Kropf – Coordenadora do PPGHCS/COC/Fiocruz
Marcos Chor Maio – Professor e Pesquisador do PPGHCS/COC/Fiocruz e NIEJ

10h – Mesa-redonda: Brasil em Tempos Sombrios

Coordenador: Paulo Elian – Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz

Expositores:

Carlos Fico – PPGHIS/UFRJ
Repressão, violência e vitimização no contexto do regime militar
Audálio Dantas – jornalista e escritor
As Duas Guerras de Vlado Herzog
Maria Paula Araújo – PPGHIS/UFRJ
História e memória: o papel da literatura testemunhal (Holocausto e Brasil)

12h30 – Almoço

14h – Mesa-redonda: Os Caminhos da Resistência Democrática
Coordenador: Nísia Trindade Lima (PPGHCS/COC/Fiocruz)

Expositores:

Roberto Grun – NESEFI/UFSCar
Ambiguidades identitárias judaicas no Brasil e sua expressão no período ditatorial
Alberto Dines – Observatório da Imprensa
O Shtetl (aldeia) perplexo
Bernardo Sorj – IEA/USP
Judaísmo em ritmo moderno: o tempo das gerações

16h30 – Intervalo

16h45 – Mesa-redonda: Etnicidade judaica e estratégias de luta contra a Ditadura Militar
Coordenador: Bila Sorj (PPGSA/UFRJ)

Expositores:

Jeffrey Lesser – Emory University
Luta Armada como Militância Étnica: uma reflexão sobre identidades minoritárias

Roney Cytrynowicz – Arquivo Histórico Judaico Brasileiro
Estado-Novo (1937-45) e ditadura de 64: “questão judaica” e padrões de respostas étnicas

Marcos Chor Maio – PPGHCS/COC/Fiocruz
A atuação dos judeus comunistas durante os regimes autoritários no Brasil

Leave a Reply