José Murilo de Carvalho será Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra, Portugal

Outubro/2014

José Murilo de Carvalho. Foto: Companhia das Letras

José Murilo de Carvalho. Foto: Companhia das Letras

O historiador e cientista político José Murilo de Carvalho receberá o título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Coimbra, em Portugal, em 28 de janeiro de 2015.

Professor emérito da UFRJ e pesquisador emérito do CNPq, formou-se em sociologia e política pela UFMG, fez mestrado e doutorado em ciência política na Universidade de Stanford e pós-doutorado em história da América Latina na Universidade de Londres.

Autor de dez livros, um traduzido para o francês, dois para o espanhol e um para o inglês, José Murilo de Carvalho é membro titular da Academia Brasileira de Ciências e ocupa a cadeira número 5 da Academia Brasileira de Letras, na sucessão de Rachel de Queiroz.

Ele respondeu às perguntas do blog de História, Ciências, Saúde – Manguinhos.

Qual é a importância do título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Coimbra para o senhor? Um título  de Doutor Honoris Causa é  sempre  grande honra. Conferido por Coimbra, uma Universidade fundada em 1290 e com intensa relação com a história do Brasil, a honra cresce muito. Como este título se relaciona com a sua trajetória profissional? Minha tese de doutorado, publicada em dois volumes, A Construção da Ordem e Teatro de Sombras, dá no primeiro volume grande importância à Universidade de Coimbra como formadora de grande parte da elite política brasileira que atuou na primeira metade do século XIX.  Imagino que tenha algo a ver com o título. Reencontrei os ex-alunos de Coimbra quando escrevi a história da Escola de Minas de Ouro Preto e, recentemente, quando, com Lúcia Bastos e Marcello Basile, nos dedicamos ao levantamento e publicação dos panfletos da Independência. No momento, estamos revendo as provas gráficas  dos quase  400 panfletos que deverão resultar em  quatro volumes de cerca de 800 páginas cada um, editados pela UFMG. Poderia falar um pouco sobre a relevância do intercâmbio acadêmico e da pesquisa conjunta com Portugal no campo da história? O intercâmbio tem crescido muito dos dois lados do Atlântico. Por razões óbvias, as pesquisas históricas conjuntas ou comparadas têm-se concentrado no período colonial e no século XIX. Mas já avançam pela República. Em 2012, 23 pesquisadores brasileiros e portugueses publicaram em livro os resultados de um colóquio realizado em Lisboa sobre territórios e linguagens do poder no século XIX. As pressões em Portugal e Brasil no sentido de que as universidade se abram para contatos internacionais favorecem a cooperação entre pesquisadores de lá e de cá. Leia em HCS-Manguinhos: Os bordados de João Cândido – Artigo de José Murilo de Carvalho Medicina no contexto luso-afro-brasileiro – Dossiê de HCS-Manguinhos traz dez trabalhos apresentados no primeiro Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical em Lisboa, em 2012. E no blog… José Murilo de Carvalho: povo brasileiro despertou da letargia – Entrevista sobre o início das manifestações nas ruas do país em 2013. Como citar este post [ISO 690/2010]: José Murilo de Carvalho será Doutor Honoris Causa pela Universidade de Coimbra, Portugal. Blog de História, Ciências, Saúde – Manguinhos. [viewed 21  October 2014]. Available from: http://www.revistahcsm.coc.fiocruz.br/jose-murilo-de-carvalho-sera-doutor-honoris-causa-pela-universidade-de-coimbra/  

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *