História da ciência: citações não refletem a qualidade dos artigos, afirma editora de revista espanhola

Agosto/2017

O número de citações não é representativo da qualidade dos trabalhos produzidos na área de história da ciência. É o que afirma Annette Mülberger Rogele, editora da revista espanhola Dynamis, em entrevista em vídeo concedida à Casa de Oswaldo Cruz em 24 de julho, quando participou do simpósio “Os desafios do século XXI para revistas de história da ciência e da medicina”, no Rio de Janeiro. O simpósio integrou a programação do 25º Congresso Internacional de História da Ciência e da Tecnologia. A revista Dynamis, fundada em 1981, tem acesso aberto e publica duas edições por ano, com artigos originais submetidos a revisão duplo-cego e resenhas de livro em qualquer língua falada na União Europeia. Veja a entrevista.

 

Leia no Blog de HCS-Manguinhos:

Editores de história da ciência e da saúde debatem acesso aberto no Rio
Eles participaram do 25º ICHST no fim de julho de 2017

Marcos Cueto: ‘Profissionalização, sustentabilidade e internacionalização são os maiores desafios dos periódicos brasileiros’
O editor científico de HCS-Manguinhos traçou um panorama da publicação científica no Brasil em simpósio no 25º Congresso Internacional de História da Ciência e da Tecnologia

Historiadores de vários países participam do 25º Congresso Internacional de História da Ciência e da Tecnologia no Rio
Pela primeira vez, evento é realizado no hemisfério Sul. O editor-científico de HCS-Manguinhos Marcos Cueto abriu o Congresso com a conferência Trajectories and challenges of history of science in Latin America

Rio tem tradição nos estudos de história da ciência, afirma organizador de congresso internacional
De acordo com Luiz Carlos Soares, grande parte da produção científica brasileira na área vêm dos cursos da Casa de Oswaldo Cruz e do Museu de Astronomia

Leave a Reply