Há cem anos, gripe espanhola matou mais de 50 milhões

Janeiro/2018

Soldados no forte Rieley, no Kansas (EUA), onde recebiam tratamento para a gripe espanhola, em 1918. Reprodução da Folha de S. Paulo.

Há cem anos, em 1918, a gripe espanhola matou entre 50 milhões e 100 milhões de seres humanos em alguns meses (até 5% da população mundial na época). Estima-se que um terço da população paulistana (530 mil habitantes) tenha ficado doente, o que resultou em cerca de 5 mil mortos – 2,5% dos infectados.

Leia reportagem de Reinaldo José Lopes na Folha de S. Paulo

Leia sobre a gripe espanhola em HCS-Manguinhos:

A gripe espanhola e o caso da fábrica Santa Rosália, em Sorocaba, 1918

Cuidado com a ‘Espanhola’!

Leave a Reply