'Genealogias dos estudos de miscigenação' é tema de encontro na Fiocruz em 22 e 23/2

Fevereiro/2018

A Redenção de Cam, pintura a óleo sobre tela do pintor espanhol Modesto Brocos, 1895, no Museu Nacional de Belas Artes

O grupo de estudos do professor Robert Wegner, da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, se reunirá nos dias 22 e 23 de fevereiro com professores da França e da UFMG, em evento aberto ao público. As atividades ocorrerão em inglês – à exceção de duas intervenções em português. Programação: Genealogies of admixture studies/ Genealogias dos estudos de miscigenação Rio de Janeiro, Fiocruz — 22 & 23/02/2018 Graduate Program in the History of the Sciences and Health Av. Brasil, 4036 – Sala 401, Manguinhos (Coord. L. Berlivet, C.O Doron, C. Vimieiro, R. Wegner) 22/02/2018 Manhã (9.30-12) The political stakes of miscegenation in Brazil 9.30-10.00: Abertura do workshop 10.00-11.00: Robert Wegner (COC/Fiocruz): “Eugenics, Genetics, and Anthropology in Brazil: The Masters and the Slaves, racial miscegenation and its discontents” 11.00-12.00: Marcos Chor-Maio (COC/Fiocruz): “Gilberto Freyre and the UNESCO Research Project on Race Relations in Brazil” 12.00.12.30: discussão geral Tarde (14-17.30). Admixture as an object of scientific investigations 14.00-15.00: Juliana Manzoni (COC/Fiocruz): “Nation and the physiology of blood: sickle cell disease and blood groups research in Brazil” 15.00-16.00: Luc Berlivet (CNRS/CERMES-3): “Dichotomous Interplay(s). Heredity/Environment & Isolation/Intermixing in the ‘Moyenne Durée’ of Human Heredity Research” 16.00-17.00: Catherine Bourgain (INSERM/CERMES-3): “Admixture studies: a geneticist’s perspective 17.00-17.30: discussão geral 23/02/2018 Manhã (9.30-13.00). Admixture studies: varieties of fields and materials 9.30-10.30: Claude-Olivier Doron (Université Paris Diderot/SPHERE-Centre Canguilhem): « A French perspective on admixture : French seroanthropology between local studies and (post-) imperial investigations” 10.30-11.30: Carol Vimieiro (UFMG): “Genes and surnames: Northeastern populations as object for admixture studies.” 11.30-12.30: Ricardo Ventura Santos (ENSP/Fiocruz; Museu Nacional/UFRJ) : “Polynesia in Brazilian hinterland? Sociohistorical dimensions of an investigation of skulls, genomics, identity and nationhood” 12.30-13 : discussão geral Baixe a programação em PDF Leia no blog e na revista HCS-Manguinhos:
Eugenia latina em contexto transnacional Número especial discute a persistência de práticas eugênicas após a II Guerra e a desestruturação da eugenia como movimento organizado Três resenhas sobre eugenia latina No número especial sobre eugenia de HCS-Manguinhos (vol.23, supl.1, dez. 2016), a seção Livros & Redes traz três resenhas sobre livros recentes e fundamentais para quem quer se aprofundar no tema Entre a eugenia germânica e a latina: Portugal, 1930-1960 Teorias latinas foram mais influentes do que as alemãs em meados do século passado Pai da eugenia no Brasil ficou obscuro na história Defensor da ‘higiene racial’, o médico Renato Kehl assumiu a propaganda eugênica como missão política e intelectual entre 1917 e 1940. Robert Wegner e Vanderlei Sebastião de Souza publicaram artigo em HCS-Manguinhos. Renato Kehl e Roquette-Pinto: controvérsias na eugenia brasileira Vanderlei Sebastião de Souza fala sobre seu artigo em HCS-Manguinhos Exame pré-nupcial: uma proposta de intervenção eugênica no Brasil no início do século XX O debate desenvolvido no Brasil por médicos e intelectuais favoráveis e contrários à implantação de uma lei que instituísse a obrigatoriedade do exame é tema de nota de pesquisa de Priscila Bermudes Peixoto. Biotipologia no Sul do Brasil nos anos 1930 e 1950 O médico Alô T. Guimarães (1903-1985), do Hospício Nossa Senhora da Luz, utilizava o modelo de configuração corporal do alemão Ernst Kretschmer para avaliar acusados de crimes Darwinismo e racismo científico na obra de Domingos Guedes Cabral Questão racial nas ideias sociais do autor do século XIX é foco de análise em HCS-Manguinhos Tipos corporais, miscigenação e regionalismo Pesquisas biotipológicas buscavam determinar o tipo corporal do brasileiro nos anos 1930 Roquette-Pinto e a valorização da mestiçagem Vanderlei Sebastião de Souza mostra o esforço científico do antropólogo na defesa da miscigenação do povo brasileiro Revista britânica publica artigo sobre biotipologia no Brasil na Era Vargas Ana Carolina Vimieiro Gomes traça a ascensão e a difusão das práticas de classificação corporal de pessoas de 1930 e 1945 O Brasil mestiço e viável de Roquette-Pinto Anpuh premia tese de Vanderlei Sebastião de Souza sobre o “retrato racial” do brasileiro feito por Edgard Roquette-Pinto. Leia em HCS-Manguinhos: Vimieiro-Gomes, Ana Carolina, Wegner, Robert and Souza, Vanderlei Sebastião de Carta dos Editores Convidados, número especial “A eugenia latina em contexto transnacional” (Dez 2016, vol.23, supl.1) Suplemento ‘A eugenia latina em contexto transnacional’ (Dez 2016, vol.23, supl.1) Dossiê Brasil no Contexto Global, 1870-1945 (Mar 2014, vol.21, no.1.) Wegner, Robert and Souza, Vanderlei Sebastião de Eugenia ‘negativa’, psiquiatria e catolicismo: embates em torno da esterilização eugênica no Brasil. Mar 2013, vol.20, no.1 Souza, Vanderlei Sebastião de et al. História da genética no Brasil: um olhar a partir do Museu da Genética da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Jun 2013, vol.20, no.2 Rebelo, Fernanda. Entre o Carlo R. e o Orleannais: a saúde pública e a profilaxia marítima no relato de dois casos de navios de imigrantes no porto do Rio de Janeiro, 1893-1907. Set 2013, vol.20, no.3 Souza, Vanderlei Sebastião de. Raça e nacionalidade na biomedicina mexicana. Dez 2013, vol.20, no.4 Souza, Vanderlei Sebastião de et al. Arquivo de Antropologia Física do Museu Nacional: fontes para a história da eugenia no Brasil. Set 2009, vol.16, no.3 Souza, Vanderlei Sebastião de. Arthur Neiva e a ‘questão nacional’ nos anos 1910 e 1920. Jul 2009, vol.16, supl.1 Souza, Vanderlei Sebastião de. Limites e fronteiras da eugenia no Oeste dos Estados Unidos. Mar 2007, vol.14, no.1 Caponi, Sandra. Sobre la aclimatación: Boudin y la geografía médica. Mar 2007, vol.14, no.1 Caponi, Sandra. La generación espontánea y la preocupación higienista por la diseminación de los gérmenes. Dez 2002, vol.9, no.3 Maio, Marcos Chor. O Brasil no concerto das nações: a luta contra o racismo nos primórdios da Unesco Out 1998, vol.5, no.2

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *