Editores de HCS-Manguinhos falam dos desafios das revistas de história e ciências sociais em congresso da Lasa no Peru

Marcos Cueto, Martin Monsalve, Roberta Cerqueira, André Felipe Candido da Silva e Carlos Contreras

Os editores de HCS-Manguinhos participaram da sessão “Los desafíos de las revistas de historia y ciencias sociales en Brasil y Perú” no último congresso da Latin American Studies Association – LASA2017 -, realizado de 29 de abril a 1 de maio na Pontifícia Universidade Católica do Peru, em Lima. O tema do congresso este ano foi Diálogo de Saberes, o que abrange uma variedade grande de diálogos que estão no centro dos estudos latino-americanos hoje: entre disciplinas acadêmicas, entre localizações geográficas, entre outras formas de produção de conhecimento para além da acadêmica. Na mesa, Marcos Cueto, co-editor de HCS-Manguinhos, fez um vínculo do evento com o workshop de editores científicos realizado em junho de 2016 na Fiocruz. Também editor-científico de HCS-Manguinhos, André Felipe Candido da Silva salientou como a revista desde seu início em 1994 está vinculada às lutas pela saúde pública e pela democracia no Brasil e o quanto ampliou a sua influência na América Latina ao longo das décadas. Roberta Cerqueira, editora-executiva, mostrou, com base na experiência de HCS-Manguinhos, as grandes vantagens do uso de mídias sociais (Blogs, Facebook e Twitter) para divulgar o conteúdo dos artigos. Martin Monsalve descreveu a história da Apuntes, uma revista interdisciplinar de ciências sociais da Universidad del Pacifico de Lima. O principal desafio nos últimos anos, segundo Monsalve, foi a internacionalização da revista peruana, no sentido de torná-la mais latino-americana. O moderador foi o professor Carlos Contreras, historiador econômico da Universidade Católica do Peru e editor por dez anos da revista Economia, que fez comentários sobre os desafios da internacionalização, profissionalização e sustentabilidade econômica das revistas acadêmicas. Saiba mais sobre o congresso da LASA 2017 Leia nos blogs de HCS-Manguinhos a cobertura do workshop realizado em junho de 2016: Divulgar é preciso: lugar de ciência é na rede social Em workshop na Fiocruz, editores brasileiros expuseram suas experiências de uso de novas mídias na divulgação científica Editores britânicos e latinos discutem financiamento e acesso aberto a revistas científicas Falta de investimento é comum a todos, mas as soluções apontam para caminhos diferentes ‘Internacional não é colonizado’ Em workshop sobre revistas interdisciplinares na Fiocruz, Regina Horta, editora da Varia Historia, discute com editores estrangeiros a internacionalização dos periódicos científicos Para acelerar a comunicação científica, adiós ineditismo Em workshop na Fiocruz, Abel Packer, coordenador do SciELO, defendeu as publicações individuais de artigos antes do lançamento das revistas e em repositórios para revisão por pares Do mimeógrafo às redes sociais, um caminho de acesso aberto Editor de História, Ciências, Saúde – Manguinhos por mais duas décadas, o historiador Jaime Benchimol participou de workshop sobre revistas interdisciplinares na Fiocruz Editores debatem desafios de periódicos interdisciplinares Workshop realizado na Fiocruz, no Rio, foi promovido por HCS-Manguinhos e Journal of Latin American Studies com apoio da British Academy Los desafíos actuales de las publicaciones científicas El objetivo del workshop fue proporcionar el intercambio de experiencias y ideas para enfrentar los desafíos. The Brexit and its consequences for science Mathew Brown, co-editor of Bulletin of Latin American Research analyzes the consequences of this exit for science and the academic community. Leia também: Desafios aos editores da área de humanidades no periodismo científico e nas redes sociais: reflexões e experiências, artigo de Jaime L. Benchimol, Roberta C. Cerqueira e Camilo Papi em Educação e Pesquisa (v. 40, n. 2, abr./jun. 2014)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *