Dossiê sobre política de saúde pública na América Latina e no Caribe e um debate sobre zika nesta edição de HCS-Manguinhos

Fevereiro/2018

Clique para acessar o sumário da edição

O dossiê de HCS-ManguinhosPolítica de Saúde Pública na América Latina e no Caribe”, coordenado por Henrice Altink, da Universidade de York (Inglaterra), Magali Romero Sá, da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz (Brasil), e Debbie McCollin, da University of the West Indies (Trinidad e Tobago), traz artigos que resultam das apresentações de três encontros promovidos em 2014, 2015 e 2016 em York, Rio de Janeiro e Port of Spain, respectivamente, por cooperação entre a Casa de Oswaldo Cruz e a Universidade de York financiada pela British Academy.

“Os cinco trabalhos que compõem o dossiê trazem um rico panorama das dinâmicas envolvendo saúde pública, política e cultura em países como Haiti, Cuba, Jamaica, Brasil, Peru e Bolívia, e as redes de circulação de saberes com Europa e EUA”, contam os editores-científicos André Felipe Cândido da Silva e Marcos Cueto na Carta dos Editores.

Este número traz também um debate sobre a epidemia de zika, travado quando a doença suscitou uma série de anseios, em virtude dos enigmas que ainda pairavam em torno de sua transmissão, patofisiologia e correlação com a microcefalia que acometia bebês de mulheres infectadas pelo vírus na gravidez.

“O debate representa excelente registro das percepções de especialistas dedicados a pensar a doença em seus condicionantes sociais, econômicos e culturais”, afirmam.

Leia a Carta dos Editores

Acesse o sumário

 

Leave a Reply