Dossiê em HCS-Manguinhos aborda os desafios da cooperação tripartite Brasil – Cuba – Haiti

Julho/2016

dossie_haiti_cuba

Capa do dossiê. Clique para acessar o sumário.

A Cooperação Tripartite entre Brasil, Cuba e Haiti teve início em 2011, com o objetivo de fortalecer o sistema de saúde haitiano, e envolveu recursos substantivos doados pelo Brasil ao Haiti para o desenvolvimento de ações estratégicas. O atual número de História, Ciências, Saúde – Manguinhos traz quatro artigos que descrevem e analisam parte dessa experiência nos campos da epidemiologia, gestão de recursos físicos e tecnológicos de saúde e outras dimensões biomédicas da cooperação internacional em saúde Sul-Sul. De acordo com Carlos Linger, do Centro de Relações Internacionais em Saúde/Fiocruz, organizador do dossiê, alguns estudos priorizam o olhar das ciências sociais, como o que investiga os migrantes haitianos no Amazonas e outro que aborda o debate etnográfico sobre cooperação internacional para a saúde no Haiti.
Linger_thumb

Carlos Linger

“Os artigos convidam a refletir a respeito de como encontrar um formato realmente colaborativo e sustentável para os processos de cooperação estruturante no eixo Sul-Sul, sem dúvida um grande desafio para os países da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). Nesse sentido, representam não somente um aporte acadêmico, mas também uma contribuição para o debate acerca das políticas de cooperação em medicina, educação e saúde pública entre as nações da América Latina e do Caribe”, afirma Linger na apresentação do dossiê. Leia o release e acesse o sumário da edição.  

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *