Dia Mundial do Doador de Sangue

Junho/2017

Em 14 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Doador de Sangue. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 1,8% da população doa sangue com regularidade em algum dos 530 serviços de coleta distribuídos pelo país,  coordenados por 32 hemocentros. O percentual fica um pouco abaixo do ideal estimado pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), de 2% da população, como necessário para suprir as necessidades de sangue e outros componentes sanguíneos de um país. Em média, os países da América Latina e do Caribe coletam sangue equivalente a 1,5% de sua população. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que, pelo menos, 1% da população seja doadora de sangue.

Para doar é preciso ter idade entre 16 e 69 anos. Para os menores (entre 16 e 18 anos) é necessário o consentimento dos responsáveis. Entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já tiver feito alguma doação antes dos 60. Também é preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O Sistema Único de Saúde e a Hemorrede Pública Nacional encontram-se com os estoques no limite e com dificuldade na manutenção dos estoques estratégicos. Por isso, é importante a conscientização sobre a importância da doação. Veja a lista de hemocentros no Brasil. Leia em HCS-Manguinhos: Santos, Luiz Antônio de Castro. Doação, transfusão e laços de sangue: cultura e sociedade no Brasil contemporâneo. Jun 1995, vol.2, no.1 Rebollo, Regina André. A difusão da doutrina da circulação do sangue: a correspondência entre William Harvey e Caspar Hofmann em maio de 1636. Dez 2002, vol.9, no.3 Porto, Marco Antonio T. A circulação do sangue, ou o movimento no conceito de movimento. Out 1994, vol.1, no.1 Prates, Paulo R. Símbolo do coração. Dez 2005, vol.12, no.3  

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *