Covid-19 e o Brasil: um olhar histórico

Janeiro/2022

As respostas do governo de Jair Bolsonaro à covid-19 durante o primeiro ano e meio da pandemia no Brasil (março de 2020 a junho de 2021) foram discutidas por Marcos Cueto, editor-científico da revista História, Ciências, Saúde – Manguinhos, numa apresentação online feita ao canal da Sociedade Catalã de História da Ciência e Tecnologia em 19 de janeiro de 2022.

Professor da Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz, Cueto afirma que o contexto de intensa desigualdade social e de desmonte do sistema público de saúde e a implementação de políticas autoritárias e irracionais significou a banalização da morte de pessoas pobres e discriminadas, como afro-brasileiros e indígenas da Amazônia, bem como a destruição do diálogo entre a sociedade civil e o Estado sobre o qual se basearam as intervenções sanitárias em governos anteriores. De acordo com o pesquisador, surgiu um debate público sobre se as respostas eram um caso extremo de negligência ou de necropolítica – ao permitir que cidadãos considerados descartáveis ​​morressem.

De 2021 a 2025, Cueto ocupa o cargo de presidente da Divisão de História da Ciência e da Tecnologia da International Union of History and Philosophy of Science and Technology.

Assista em:

Saiba mais:

SCHCT 30 Anys “Covid-19 y Brasil: una mirada histórica”