Cientistas enviam manifesto à Dilma contra fusão da Capes e CNPq

Na última sexta-feira, dia 18, a comunidade científica brasileira enviou à Presidente Dilma Rousseff uma carta apoiando a posição de Aldo Rebelo, ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, contra uma possível fusão entre a CAPES (Conselho de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), que poderá comprometer tanto o sistema de ensino, como o sistema de ciência, tecnologia e inovação no País. O documento expressa inteiro apoio à posição do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, que disse ser contrário à medida que está sendo cogitada pelo Governo Federal dentro do pacote de ajustes fiscais. Na carta, as associações científicas alertam que a fusão pode comprometer tanto o sistema de ensino, como o sistema de ciência, tecnologia e inovação no País. “Seria uma medida equivocada sob todos os aspectos já que as duas instituições, criadas e desenvolvidas ao longo de mais de seis décadas, têm missões bastante claras e complementares que funcionam como pilares do sistema educacional e científico do país”, argumentam. Assinam o documento a Academia Brasileira de Ciências (ABC), a Academia Nacional de Medicina (ANM), a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), a Associação Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), o Conselho Nacional de Secretários para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti), e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Leia também: Ofício 204 – Carta conjunta à presidenta Dilma Roussef Fonte: Jornal da Ciência

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *