Cientista Carlos Nobre será presidente da Capes

Abril/2015

Carlos Nobre

Carlos Nobre

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, convidou na quarta-feira, 15 de abril, o professor e pesquisador Carlos Nobre, da Academia Brasileira de Ciências (ABC), para o cargo de presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “Carlos Nobre é um dos maiores cientistas brasileiros, com forte experiência na coordenação da área interdisciplinar da Capes”, disse o ministro. “Ele também é uma referência importante no debate ético sobre vida e sustentabilidade.” O professor Jorge Guimarães deixa a presidência do órgão após 12 anos. “A história da Capes é exemplar, uma história de êxitos”, destacou o ministro. “A história da agência será contada antes e depois de Jorge Guimarães.” Segundo o ministro, Guimarães se sobressai por todas as mudanças e aperfeiçoamentos que introduziu no órgão. “A Capes aprimorou a avaliação e o fomento da pós-graduação, reforçou o mestrado profissional, expandiu os doutorados e mestrados e estimulou novas fronteiras de pesquisa”, afirmou Janine Ribeiro. “E, além de tudo isso, constituiu um vasto setor voltado à formação de professores para educação básica, que é o grande desafio do Brasil hoje.” Natural da cidade de São Paulo, Carlos Afonso Nobre formou-se em engenharia eletrônica em 1974, no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). Concluiu o doutorado em meteorologia pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) em 1983. Iniciou a carreira profissional no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em 1975. Atuou como pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de 1983 a 2012. Na Capes, atuou como coordenador da Comissão de Cursos Multidisciplinares (2006-2008). Exerce, desde fevereiro de 2011, a função de secretário de políticas e programas de pesquisa e desenvolvimento do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Atualmente, Nobre representa o Brasil no International Institute for Applied System Analysis (Iiasa). É membro do International Scientific Advisory e do High Level Scientific Advisory Panel on Global Sustainability, da Organização das Nações Unidas (ONU). Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC Leia em HCS-Manguinhos: O acesso livre à produção acadêmica como subsídio para políticas públicasum exercício sobre o Banco de Teses da Capes, artigo de Teresa da Silva Rosa e Maria José Carneiro. Dez 2010, vol.17, no.4. Leia no Blog de HCS-Manguinhos: Fórum de Editores Científicos questiona internacionalização dos periódicos brasileiros Carta defende formulação de políticas editoriais e de C&T que garantam a independência e a qualidade das revistas científicas nacionais Redes sociais e periodismo científico: desafios aos editores Em entrevista ao Blog do Scielo, Jaime Benchimol, editor de HCS-Manguinhos, afirma que as publicações online são um ‘must’ Do papel às redes sociais Equipe editorial de HCS-Manguinhos publica artigo sobre os novos desafios para editores de humanidades no periodismo científico

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *