Bichos do mar profundo

Novembro/2014

Seres das profundezas, vídeo produzido pela equipe de Pesquisa Fapesp, mostra imagens fascinantes da estranha fauna que habita o mar profundo. Uma equipe de brasileiros e japoneses, viajando em um submarino, mapeou e coletou, a uma profundidade de 4 mil metros, amostras do ambiente físico e de organismos marinhos no litoral sudeste do Brasil.

Vermes marinhos revelam surpreendentes estratégias adaptativas às águas frias e escuras da costa brasileira. Foto: Yoshihiro Fujiwara / Jamstec

Vermes marinhos: estratégias de adaptação às águas frias e escuras da costa brasileira. Foto: Yoshihiro Fujiwara / Jamstec

A expedição resultou de uma cooperação entre universidades do país e a Jamistec, a agência japonesa para a Ciência e Tecnologia Marinha-terrestre. Operado a partir do navio japonês Yokosuka, o submarino Shinkai 6.500 explorou as águas brasileiras como parte de uma viagem mundial.

“Em termos de biodiversidade, o mais interessante foi achar a carcaça de uma baleia. Isso porque todo bicho que morre e afunda cria em torno de seu cadáver um ecossistema colonizado por organismos especializados em consumir aquela matéria orgânica”, conta o biólogo Paulo Sumida, do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP).

Leia também a reportagem Seres das profundezas, publicada na edição 221 de Pesquisa Fapesp.

Fonte: Pesquisa Fapesp

Leia em HCS-Manguinhos:

Edição “Oceanos e mares: histórias, ciências e políticas” (vol.21 no.3 Rio de Janeiro jul./set. 2014)

Leave a Reply