Apresentações de especialistas da Editora Wiley estão disponíveis para download

Outubro/2014

Cristiane d’Avila | Icict / Fiocruz

Escrever um texto acadêmico como se estivesse contando uma história, com clareza e objetividade, sem descuidar da conduta ética que requer a submissão de artigos em revistas científicas nacionais e internacionais. Esses foram os tópicos do Workshop da Editora Wiley promovido no dia 9/10 pela Gestão de Acervos Bibliográficos e Biblioteca de Manguinhos. Com a presença dos especialistas internacionais Kurt Albertine e Carolina Novo da Silva, o evento atraiu participantes de várias unidades da Fiocruz, além de pesquisadores de universidades do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. A palestra de Kurt Albertine, mesmo ministrada em inglês, chamou a atenção do público pela objetividade e clareza de ideias do expositor, que falou sobre estratégias para maximizar as chances de publicação de artigos nas melhores revistas internacionais. Falando sobre “escrever como quem conta uma história” e “não abrir mão da objetividade para cativar o leitor”, Kurt ressaltou a importância de se escolher a revista mais adequada à publicação do artigo, independentemente do fator de impacto do periódico. Carolina Novo da Silva, brasileira radicada em Berlim, apresentou questões referentes à ética em publicações científicas, dando exemplos de comportamento antiético, como falsificação e fabricação de dados, plagiarismo, múltiplas submissões concomitantes, manipulação de imagens, falsa atribuição de autoria e publicações duplicadas. Carolina também falou sobre o software da Wiley para detecção de plagiarismo iThenticate, que auxilia os editores e revisores da empresa a avaliarem se o autor está utilizando trechos de textos prórpios, ou de autoria de outros autores, indevidamente. Os palestrantes: Carolina Novo da Silva Trabalha para a Wiley desde 2008 e hoje ocupa o cargo de Deputy Editor da Wiley-VCH. Fez pós-graduação (PhD) em Ciência dos Materiais na Universidade de Melbourne e o bacharelado em Química e Química Industrial na Universidade Estadual de Campinas, no Brasil. A Dra. Novo da Silva tem artigos científicos publicados em diversas revistas especializadas, incluindo:Physical Chemistry Chemical Physics, Nano Letters, Angewandte Chemie International Edition, Journal of Physical Chemistry, Journal of Materials Chemistry, Chemistal Society Reviews, Nature Nanotechnology e no Journal of the American Chemical Society. Baixe a apresentação Carolina Novo da Silva no Workshop da Wiley em 9/10/2014 na Biblioteca de Manguinhos Kurt Albertine Professor de Medicina Pediátrica, Neurologia e Anatomia na Universidade de Utah  e Faculdade de Medician em Salt Lake City – Utah, Kurt  é  há 10 anos editor chefe do periódico The Anatomical Record, um dos mais importantes periódicos na área de  medicina,  publicado pelaAmerican Association of Anatomists em parceria com a editora Wiley. Palestrante internacional bastante requisitado e reconhecido em seu meio, com mais de 200 trabalhos  publicados, entre livros, teses, monografias e outros, atuou também  como orientador  de estudantes e residentes de medicina na conclusão de suas teses científicas. Baixe a apresentação de Kurt Albertine no Workshop da Wiley em 9/10/2014 na Biblioteca de Manguinhos:  1ª parte     2ª parte     3ª parte Fonte: Icict/Fiocruz Leia mais: Desafios aos editores da área de humanidades no periodismo científico e nas redes sociais: reflexões e experiências Artigo de Jaime Benchimol, Roberta Cerqueira e Camilo Papi, da equipe editorial de História, Ciências, Saúde – Manguinhos, na nova edição da revista Educação e Pesquisa, da Faculdade de Educação da USP (Volume 40, n. 2, abr./jun. de 2014).
Má conduta científica é um problema global, afirma pesquisador Plágio, falsificação e fabricação de resultados científicos deixaram de ser problemas exclusivos de potências em produção científica, como os Estados Unidos, Japão, China ou o Reino Unido. A avaliação foi feita por Nicholas Steneck.
Ética editorial – os intelectuais também tem que fazer referências bibliográficas Devem os intelectuais de prestigio incluir em suas obras as referencias bibliográficas de suas fontes ou é por acaso a referência bibliográfica um tecnicismo arcaico?
Ética editorial – “Ghostwriting” é uma prática insalubre Na comunicação científica, diferente da politica e da literatura, se considera uma falta ética e pode ter consequências legais escrever de forma anônima (fantasma) e solicitar o nome de outra pessoa para assinatura.
Ética editorial e o problema do autoplágio É possível um autor “plagiar” a si mesmo? Ernesto Spinak discute a questão em artigo publicado no blog SciELO em Perspectiva. O plágio na berlinda A antropóloga Debora Diniz e a linguista Ana Terra fazem abordagem provocativa em livro lançado pelas editoras Fiocruz e LetrasLivres

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *