A medicina como piada: artigo analisa anedotas em jornal católico de 1922 a 1931

Novembro/2017

Ser um médico é uma aspiração de muitos jovens brasileiros que buscam ascensão e respeitabilidade social. Apesar disso, a prática médica foi (e ainda é) objeto de piadas depreciativas. Como explicar essas piadas que transformam um dos mais respeitados campos científicos em objeto de escárnio?

Essa é uma das questões analisadas no artigo A medicina é uma piada: representações humorísticas sobre médicos no jornal Santuario da Trindade, dos pesquisadores Andréia Márcia de Castro Galvão, da Universidade do Minho (Braga, Portugal), e Eliézer Cardoso de Oliveira, da Universidade Estadual de Goiás, publicado nesta edição de HCS-Manguinhos (vol.24 no.3 jul./set. 2017).

Os autores analisaram a seção de anedotas do jornal católico Santuario da Trindade, que circulou em Goiás entre 1922 e 1931, e perceberam que os médicos estavam sempre presentes nas piadas do jornal, como a publicada em 1930:

─  Seu pae falleceu de morte natural?

─  Não senhor: ─ foi tratado por tres medicos.

A anedota demonstra uma secular desconfiança na medicina que remonta ao Philogelos, na Antiguidade, o mais antigo livro de piadas que se tem registro.
A novidade é que as piadas do jornal católico situam-se após o advento da “medicina laboratorial”, que aperfeiçoou a capacidade profilática da medicina, mas acabou por afastá-la ainda mais dos saberes populares. Contudo, os autores esclarecem que a depreciação humorística não significa a rejeição do saber médico em si. Em Goiás, a medicina era uma profissão angariadora de riquezas e prestígio político. Além do mais, os padres editores do jornal valiam-se da medicina quando queriam legitimar prédicas moralistas, como ao citar um estudo de um tal “doutor Bernard sobre os malefícios do tango para as moças casadouras”.

Portanto, a mesma população que ria das piadas dos jornais era a que buscava nos consultórios médicos o alívio para suas dores. É que diante do esoterismo e dos altos custos da prática médica, rir ainda era o melhor remédio.

Leia em HCS-Manguinhos:

A medicina é uma piada: representações humorísticas sobre médicos no jornal Santuario da Trindade, artigo de Andréia Márcia de Castro Galvão e Eliézer Cardoso de Oliveira (vol.24 no.3 jul./set. 2017)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *