'A cidade: espaço e natureza' em debate no JBRJ nesta quarta, 13/5

Maio/2015

Aleia Barbosa Rodrigues, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Foto: Felipe Ventura dos Santos/Wikipedia.

Aleia Barbosa Rodrigues, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Foto: Felipe Ventura dos Santos/Wikipedia.

Como as pessoas, as paisagens, os espaços naturais e a arquitetura da cidade se relacionam? O que o passado nos revela sobre o modo como o Rio de Janeiro se construiu e ainda se constrói em meio a sua privilegiada geografia? Quais os novos desafios paisagísticos que a cidade em transformação apresenta? No próximo seminário do ciclo “O Museu do Meio Ambiente comemora a cidade”, a arquiteta e urbanista Margareth da Silva Pereira (IPUR-UFRJ) e a paisagista Ana Rosa de Oliveira (JBRJ) abordam essas e outras questões, falando sobre o tema “A cidade: espaço e natureza”. O encontro acontece na quarta-feira, 13 de maio, às 9h30, no Museu do Meio Ambiente. Margareth Pereira reflete sobre a construção das paisagens afetivas individuais e coletivas, a partir do fluxo de percepções e relações, das seleções e recortes que cada indivíduo privilegia em relação a tudo que o cerca. Ela analisa o caso do Rio, onde a síntese entre a cidade e o seu sítio natural é tão potente e singular que culminou com o título de Paisagem Cultural da Humanidade (Unesco, 2012).  A palestrante debate a construção dessa síntese, bem como discute os paradoxos ou as tensões que o conceito de paisagem cultural, em se tratando da cultura carioca, ativam ou silenciam. Para Ana Rosa de Oliveira, o paisagismo se constitui como uma disciplina estratégica, crítica, robusta e sensível no que tange às novas demandas e questões propostas pela cidade e o Estado. Responsável pelo Laboratório da Paisagem do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, ela propõe a possibilidade de se analisar os jardins como elementos-chave para entender a relações entre pessoas, cidade e natureza ao longo do tempo. O ciclo de seminários “O Museu do Meio Ambiente comemora a cidade” é uma iniciativa do Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro por ocasião dos 450 anos da cidade. De março a novembro de 2015, os convidados apresentam temas com o objetivo de repensar e debater o passado, o presente e o futuro do Rio. Os encontros são sempre na segunda semana de cada mês, às quartas-feiras. Sobre as palestrantes Ana Rosa de Oliveira (JBRJ) tem doutorado em Arquitetura pela Universidade de Valladolid, Espanha (1998). Tecnologista responsável pelo Laboratório da Paisagem do JBRJ e professora do Mestrado Profissional em Arquitetura Paisagística do PROURB – UFRJ. Desenvolve pesquisas sobre a obra de Roberto Burle Marx no Rio de Janeiro, Desenho de coleções em jardins botânicos e Preservação e cadastro de jardins históricos. Pós-doutorado em História das Ciências (COC-Fiocruz, 2007-2008) e paisagismo (UPC-ETSAB Barcelona, 2011) Autora entre outros, dos livros “Tantas vezes paisagem”. (2007) e “Paisagens particulares. Jardins de Burle Marx 1940-1970” (2015). Margareth da Silva Pereira (IPUR-UFRJ)  é doutora pela École des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1984). Realizou seu pós-doutorado na França no Institut dUrbanisme de Paris e na Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, e na Inglaterra no Centre for Urban History da University of Leicester (2004). Professora do PROURB da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É autora de livros, capítulos de livros, artigos e exposições na área de estudos culturais, principalmente nos campos da arte, da arquitetura, do urbanismo e do paisagismo, tendo como foco, sobretudo, o Rio de Janeiro. Conversas no Museu: “O Museu do Meio Ambiente comemora a cidade” 3º encontro: A cidade: espaço e natureza Dia 13 de maio de 2015 Das 9h30 às 12h Museu do Meio Ambiente/Jardim Botânico do Rio de Janeiro Rua Jardim Botânico, 1008, Rio de Janeiro Programação completa Fonte: JBRJ Leia em História, Ciências, Saúde – Manguinhos: Conciliar o útil ao agradável e fazer ciênciaJardim Botânico do Rio de Janeiro – 1808 a 1860 – artigo de Begonha Bediaga (vol.14, no.4, dez 2007)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *