Um editor entre blogs e uma velha Olivetti

Por que a revista História, Ciências, Saúde – Manguinhos está lançando um blog e mídias sociais? O editor Jaime Benchimol coça a cabeça e admite: é preciso acompanhar as mudanças do mundo.

Redes sociais para divulgar ciência

Para Abel Packer, coordenador do Programa SciELO/Fapesp, as novas mídias projetam-se como principal meio de divulgação para periódicos científicos. “A presença proativa dos periódicos SciELO nas redes sociais é uma das nossas prioridades”, diz.

Antropólogo forense busca parâmetros para análisar ossadas

Poucos distritos do país contam com peritos treinados para fazer análise bioantropológica. Não há metodologia uniforme e bem estabelecida no Brasil.

Ficção científica e o Admirável mundo novo

Previsões concretizadas no atual século e considerações bioéticas.
Artigo de Ana Carolina Clemente dos Santos, Thomaz Pereira de Amorim Neto e Andréa Carla de Souza Góes

Internet: alto potencial, baixo custo

Para o biólogo Atila Iamarino, cofundador do ScienceBlogs Brasil e autor do blog Rainha Vermelha, em tempos de internet, a produção e curadoria de conteúdo passa em parte para os usuários, e os periódicos devem se adaptar.

Coleção alemã relata viagens por quatro continentes no século XVIII

Allgemeine Historie der Reisen zu Wasser und Lande […] é uma das mais amplas e importantes coleções de relatos de viagens. Publicada no século XVIII, entre os anos de 1747 e 1774, é formada por 21 volumes que descrevem histórias gerais das viagens feitas por terra ou por mar em quatro continentes — o africano, o asiático, o americano e o europeu —, explorando sua rica variedade cultural.

Primeiro atlas brasileiro, de 1868, vai muito além dos mapas

Um atlas escolar traçando os limites externos e internos do Brasil. Em linhas precisas, separam-se em diferentes cores províncias, comarcas, distritos e dioceses que formam o território nacional. Definida desta maneira, a obra pode parecer banal nos dias de hoje, quando atlas escolares existem nos mais variados formatos e vão perdendo espaço com a generalização do uso da Internet. Não era assim em 1868, ano de sua publicação.

Caminhos pré-colombianos: migrações foram multiétnicas e descontínuas

O povoamento do continente americano foi multiétnico e descontínuo. Há divergência a respeito das rotas migratórias percorridas por diversos grupos étnicos que habitaram estas terras desde o fim da Era Glacial

Documentos do Arquivo do Senado mostram como Parlamento atuou na questão da escravidão

“Abolição no Parlamento, 1823/1888 – 65 anos de lutas” é relançado com rigorosa revisão através de acordo entre a SEPPIR e o Senado

Masculinidade e branquitude na construção da República brasileira

Em O desejo da nação, Richard Miskolci analisa discursos políticos, científicos e jornalísticos dos fins do séc. XIX