Recent Posts

Ciência romântica nas fronteiras da objetividade

No artigo Negociando fronteiras: Encyclopédie, romantismo e a construção da ciência (vol.24 no.3 jul/set 2017), Marcelo Fetz, da Universidade Federal do Espírito Santo, explora diferentes formas de relacionamento entre arte, literatura e ciência na experiência científica na Encyclopédie, publicada na França no século XVIII, e na ciência romântica.

A medicina como piada: artigo analisa anedotas em jornal católico de 1922 a 1931

Andréia Galvão e Eliézer Oliveira discutem a representação popular debochada da medicina em contraste com o seu prestígio social e científico no Santuario da Trindade, que circulou em Goiás entre 1922 e 1931

A tragédia da talidomida e a luta por direitos e regulação

Através da análise de notícias da mídia impressa, pesquisadoras revisitam a história e discutem a regulação de medicamentos e os direitos das vítimas no Brasil

Imagens em O Cruzeiro contribuíram para formar imaginário que perdura sobre o índio no Brasil

No artigo ‘O índio na fotografia brasileira: incursões sobre a imagem e o meio’, publicado em HCS-Manguinhos (vol.18, no.1, mar. 2011), Fernando de Tacca aborda série de reportagens sobre a Expedição Xingu-Roncador entre 1944 e 1949.

Artigo discute visões europeias das práticas de contracepção islâmicas nos séculos 16 ao 18

Marina J. de Oliveira Soares, pesquisadora de Pós-Doutorado no Departamento de História da USP, busca suscitar o debate sobre esse tema pouco explorado na historiografia brasileira

3º Seminário Brasileiro de Museologia será em Belém, de 20 a 24/11

“Museologia e suas interfaces críticas: museu, sociedade e os patrimônios” é a temática central. Veja a programação no site do evento e leia artigos em HCS-Manguinhos